Skip to content

Água (com açúcar) Para Elefantes

01/05/2011

É natural que Robert Pattinson tente firmar sua imagem fora da saga “Crepúsculo”, onde interpreta o vampiro embonecado Edward Cullen. A franquia pode tê-lo projetado mundialmente, mas está com os dias contados – falta apenas a adaptação do quarto livro, que será dividido em dois filmes diferentes – e não dá oportunidades para que o elenco dê provas de talento. Seus colegas Kristen Stewart e Taylor Lautner também tentaram alçar voo solo longe dali: ela, em papeis mais verdadeiros no cinema independente, e ele em filmes de ação e aventura que evidenciem seus atributos físicos. Pattinson, por outro lado, investiu nos dramas. Ele foi um rapaz perturbado pela morte do irmão em “Lembranças”, e agora é um jovem estudante de veterinária que se junta ao circo em “Água Para Elefantes”, desde sexta-feira em cartaz no país.

No entanto, os dois filmes fracassaram à sua própria maneira. O primeiro teve uma produção discreta e uma passagem pelos cinemas ainda mais insípida. O segundo, de orçamento bem mais ostentoso e pretensioso, abriu em terceiro lugar nas bilheterias americanas e arrecadou muito aquém do esperado. Não que se antecipasse maravilhas de Pattinson como ator, mas dava-se muito crédito ao seu poder como astro – aqueles atores venerados por multidões, que representam o sucesso comercial de um filme pela simples presença. Pelo visto, o alcance de sua popularidade não vai além das menininhas obcecadas por “Crepúsculo” – mas talvez seja injusto lhe responsabilizar pelo prejuízo de “Água Para Elefantes”.

Seu par romântico, Reese Witherspoon, também vem de sua própria maré de fracassos. Desde que ganhou o Oscar por “Johnny & June”, ela tem tido dificuldades em corresponder ao prestígio da estatueta. No ano passado, Reese protagonizou a caríssima comédia “Como Você Sabe”, dirigida por James L. Brooks, que não arrecadou nem 25% de seu custo nas bilheterias (o filme, curiosamente, chega ao Brasil na mesma semana que “Água Para Elefantes”). Ela já não tem a mesma segurança como estrela, e é demasiadamente inadequada para o seu papel aqui – uma estrela de circo que se apresenta como domadora de cavalos. Além de baixinha e obtusa, Witherspoon não dá liga com Pattinson e eles jamais conseguem se firmar como um casal verossímel e levemente carismático.

Em grande parte, porque o roteiro, adaptado do bestseller homônimo de Sara Gruen, não convence ao aproximá-los. Na trama, o personagem de Pattinson teve de largar a faculdade de veterinária depois que os pais morrem em um acidente de carro e lhe deixam um punhado de dívidas; refugiando-se como clandestino em um trem, acaba conhecendo a trupe de um circo e conseguindo emprego na atração – primeiro, limpando estrume dos animais, e depois de ganhar a confiança do dono da atração (Christoph Waltz, de “Bastardos Inglórios”, em outro papel de maníaco), como veterinário. Reese é justamente a esposa do dono do circo, um sujeito desequilibrado e homicida. Ela se aproxima de Pattinson porque ambos são sensíveis e dedicados com os animais – um romance tão pueril e inocente quanto o próprio enredo.

Mesmo ambientado no início dos anos 30, em plena Grande Depressão americana, o filme tem uma fotografia saturada e calorosa, e um clima indelével de otimismo que não condiz com o estado de espírito dos personagens em boa parte da narrativa. Tudo no escopo da produção parece datado e ultrapassado, como se o projeto tivesse sido engavetado há 70 anos pelo estúdio e revivido sem que fossem feitas as alterações necessárias. O diretor Francis Lawrence (“Eu Sou a Lenda”) é um experiente condutor de vídeo clipes e tem uma percepção visual aguçada. Os elementos que cobrem cada milímetro da tela (figurino, cenografia, efeitos digitais) parecem colaborar para que “Água Para Elefantes” seja um filme plasticamente bonito – porém, só devem se emocionar com a história aqueles que se aterem à superfície aprazível e não tentarem encontrar conteúdo nos estratos da película. À Robert Pattinson e Reese Witherspoon, deseja-se mais sorte na próxima tentativa de se provarem relevantes.

.:. Água Para Elefantes (Water for Elephants, Estados Unidos, 2011, Drama). Cotação: C+

5 Comentários leave one →
  1. 02/05/2011 12:39 am

    pena que eles são tão irrelevantes pro mundo que, né…
    não suporto a Reese, e tenho antipatia gratuita pelo Pattinson. ou seja, por mais que ache o título do filme até que fofo, não há nada que me desperte a curiosidade. nem o Waltz, que nasceu, cresceu e morreu em Bastardos, pra mim.

    cruzes.

  2. 02/05/2011 2:03 am

    Tenho muito respeito pelas opiniões dos outros,porém,acho que essa critica ao Robert Pttinson e a Resse Witherspoon foi exagerada.
    Eles tem feito ótimos filmes e também acho que a publicidade que eles tiveram nos filmes que lhe renderam fama e fortuna não teve servir de base para os outros papéis que iriam vir pela frente.
    Eles tem talento,acho que tem que ser visto o filme pelo lado espiritual e sentimental do filme,e não ver o filme só porquê dois astros de Hollywood esta contracenando.

  3. 03/05/2011 12:45 am

    O Robert Pattinson tenta, tenta, mas não consegue, hein???

  4. cleber eldridge permalink
    09/05/2011 2:26 pm

    Apesar de alguns terem dito que o Robert está bem e tudo mais, e com o Waltz no elenco … sei lá, não consegui ter o menor interesse por esse filme, mas verei quando sair na locadora.

  5. Isadora permalink
    30/05/2011 12:05 am

    Também faço parte dos que tem antipatia gratuita pelo Pattinson e agora ela só aumentou. Li o livro “Água para Elefantes” e simplesmente amei! O livro é lindo, criamos uma forte ligação com todas as personagens! E, para mim, o Pattinson não tem nenhuma característica para interpretar a personagem. Sinceramente? Só irei assistir ao filme porque li o livro e adorei a história. E mesmo assim já vou com dois pontos negativos… Pattinson e livro que vira filme sempre deixa a desejar quando não nos decepciona!

    Beijos. Adorei seu blog! Sucesso ;*

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: