Skip to content

Mais macho que muito homem

03/01/2011

Nenhuma mulher foi “mais macho que muito homem” tão bem quanto Sigourney Weaver na franquia “Alien” – em especial, nos dois primeiros filmes da série, que destinavam um bocado de atenção ao desenvolvimento de sua personagem, a tripulante em missão espacial Ellen Ripley. Em “Alien – O Oitavo Passageiro”, de Ridley Scott, Ripley é a única dos sete membros a bordo de uma nave que resiste ao ataque fatal de um organismo estranho, e na sequência “Aliens – O Resgate”, dirigida por James Cameron, permanece invicta mesmo após os alienígenas se multiplicarem e exterminarem um pelotão inteiro.

Interpretar mulheres de fibra, força moral inabalável e estatura imponente se tornaria uma marca registrada da atriz. Não por acaso, Weaver foi uma das grandes heroínas do cinema, naquele sentido clássico do herói como um indivíduo de excepcional coragem que arrisca perdas pessoais pelo bem geral. Antes de sua Ripley, esse tipo costumava ser exclusivo dos homens de físico avantajado. Não mais: ela mostrou que uma mulher também pode arregaçar as mangas, arrebentar-se toda e salvar o dia, e não se trata de uma conquista isolada. Abriu – ou melhor, arrombou – a porta para outras dezenas de papeis femininos, de criações autênticas a meros pastiches. Ripley, porém, reina absoluta: no filme original, uma ficção científica que Scott pende para o horror, e na continuação que Cameron arquiteta como uma ação espetacular e interminável, ela é a figura magnânima capaz de preservar a clareza em situações desesperadoras e de combinar razão e emoção na posição de comando.

Os volumes posteriores se assentam nas banalidades do gênero e, consequentemente, a composição de Sigourney se torna estéril e improfícua. Mas, como os bons filmes sempre carecem de uma revisada, nunca é demais reencontrá-la nos originais, no auge da forma e da desenvoltura. Poderíamos bradar para que Deus salve a Rainha, mas, nesse caso, ela se vira muito bem por conta própria.

.:. Alien – O Oitavo Passageiro (Alien, Estados Unidos / Reino Unido, 1979, Ficção Científica / Terror). Cotação: A-

.:. Aliens – O Resgate (Aliens, Estados Unidos / Reino Unido, 1986, Ficção Científica / Ação). Cotação: A+

2 Comentários leave one →
  1. 03/01/2011 9:49 pm

    Antes de Jodie Foster e Angelina Jolie, existiu a figura de Sigourney Weaver como grande heroína de filmes de ação!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: